Nossos parceiros do prazer



Era uma quarta feira normal como qualquer outra, a não ser uma vontade enorme de descobrir algo novo. Sempre tive a sensação de que algo faltava, que algo tava errado, pensamentos que não me deixavam em paz e agora estavam mais presentes que nunca.  


Eram 16:30, nada pra fazer, resolvi entrar em um bate papo na pagina da  minha cidade.  
16:45 um Nick nada convencional me aborda:

Nick: Olá podemos conversar? Tudo bem com você? 
Eu: Sim, tudo bem e com você? O que procura?  

Ela: Bem... Me chamo Ana e estou a procura de uma mulher pra fazer um ménage com um amigo. Você já ficou com mulheres? 

Vi nessas palavras minha chance de achar o que faltava e acabar com essa “sensação” de algo errado. 
Eu: Não... Mas... Tenho curiosidade.  
Ela: Vamos pro skype?  
Eu: Sim... 

Daí por diante a conversa fluiu, em torno da minha vida, da dela e das nossas desconfianças de que poderia ser alguém conhecido, até por que o mundo é muito pequeno, acabamos por colocar fotos no perfil e a procurar nas redes sociais, nenhum amigo em comum. Ufa! Colocamos fotos de rosto, achei a Ana linda, 32 anos, uma pessoa super legal e sem grilos.

Mulher, mãe e cheia de desejos a serem realizados. A noite ela me apresentou o Pedro, amigo dela, 47 anos, barba por fazer, alto, tipo atlético, cara de meninão levado, safado, atração fatal pela web cam. Conversamos os 3. Quando o Pedro entrou na conversa a proposta veio novamente. Ele me achou linda e estava ansioso pra rolar logo, disse que eu e a Ana tínhamos pontos em comum, pois gostávamos das mesmas coisas, tínhamos os mesmos desejos .

Tá... confesso que fiquei insegura, sumi por uns dias do skype e não atendi os telefonemas deles, afinal nunca tinha ficado com mulher. Uns dias depois entrei e a Ana... online, conversamos, falou que estava tão ansiosa quanto o Pedro e que o que nós pretendíamos fazer teria que ser prazeroso para todos, que entendia minha insegurança e não queria colocar pressão, teria que acontecer naturalmente. Ponto pra Ana, pois eu achava o mesmo rsrsrs... Passamos alguns dias conversando até que marcamos de tomar um café e “conversar”, só eu e a Ana, pois iria me sentir mais segura. Aí que tudo começou!!! 

A Ana me ligou combinando a hora que iríamos nos ver e disse que só dependia de mim rolar no mesmo dia, o Pedro estaria livre e passaria para nos pegar caso decidíssemos, não tive como dizer não, o tesão já tinha me dominado. Marcamos em um café movimentado as 20:15, estou eu esperando, tão ansiosa que tava me dando falta de ar, quando passa uma loira com um 1,70 m, luzes californianas, pele bem branquinha, de salto, short social e blusa mostrando os ombros... Resumindo: GATA! Reconheci pela tatuagem, ela olhou,eu acenei e ela sorrio. E que sorriso! Nos cumprimentamos e eu pedi um chopp. Café? Estava tão ansiosa que café não ia me fazer relaxar, a Ana estava tão tranquila  que aquilo me deixava mais e mais nervosa. Falei e ela riu, se deliciando com a situação. Conversa vai, conversa vem, o Pedro liga, dizendo que tá no estacionamento esperando a gente. Ela olhou pra mim e disse: Vamos, ele veio nos buscar.  

Meu coração foi a mil, na hora não tive como dizer não. Chegando no carro o Pedro foi um fofo comigo, disse que eu era muito mais gata pessoalmente, fomos a caminho do motel em meio a ironias e gargalhadas, parecia que já nos conhecíamos a tempos . Eles me deixaram bem a vontade. Chegando lá, estava uma pilha de nervosa, ligamos o som pra relaxar, o Pedro foi tomar banho e se despiu na nossa frente, a Ana sempre me disse que ele era delicioso, vi que ela não tava errada rsrsrs (Que corpo!), alto, 1,88 m, corpo atlético, nada exagerado, uma bunda linda e muito bem dotado.

Ele nos deixou a sós, a Ana começou a tirar a roupa, naturalmente, conversando comigo, não pude deixar de reparar o corpo lindo que ela tem, pele branca, seios médios, bico rosado e pontudo, um pouco mais baixa que eu, corpo perfeito, lisinho, entrei na onda e tirei minha roupa também, com um pouco de vergonha, mas quem tá na chuva é pra se molhar. Nos deitamos e ela falou que adorou meu seios, pois gosta de seios grandes, falei que estava nervosa, ela me abraçou e pediu pra que eu relaxasse e que ela também estava nervosa, perguntou o que eu gostaria de fazer, cheguei bem perto dela e a beijei. Que beijo! Os lábios se encaixaram perfeitamente, uma mistura doce, calma e excitante, um beijo de uma mulher não tem euforia, o lábio é macio, gostoso.

A Ana começou a roçar o corpo no meu, que pele macia, o bico do peito roçando em mim. É indescritível! Na hora o Pedro sai do banheiro e adora o que vê se juntando a nós, Falou que era um sortudo, eu ri. A Ana passou os lábios pelo meu corpo, descendo pras minhas coxas, dando mordidas, brincando com minha ansiedade, começa a me chupar, tudo aquilo me dava água na boca, o Pedro começou a  chupá-la. Que delicia de ver e receber tudo isso, não aguentei de vontade e inverti a posição, me deparei com uma buceta rosada, do que jeito que sempre imaginei. Comecei meio tímida, mas percebi que a Ana estava gostando, comecei a passar a língua de baixo pra cima, intercalando com penetração, chupei o grelo dela como se estivesse  mamando, sugando, é bem parecido com o meu, nada exagerado, pequeno, a Ana gozou a primeira vez na minha boca, que delicia sentir o gosto dela, o cheiro, chupar a buceta bem lisinha, acariciar os seios rosados, chupa-los como eu gosto que chupem os meus, o roçar da nossa pele, totalmente delicioso. Sensação incrível! O Pedro depois que a Ana gozou a primeira vez, a pegou pela cintura e a penetrou enquanto ela voltava a me chupar, ela olhava pra mim e eu via desejo em seus olhos, vi a Ana gozar novamente com o Pedro dentro dela e ela me chupando, cena incrível, o corpo todo da Ana estremecendo de prazer, sensível ao toque. Nossa... Perfeito! Fizemos uma pausa, conversamos, o Pedro não cansava de nos olhar e nos acariciar, a Ana começou a reanimar o Pedro com as mãos,depois chupamos  ele alternadamente, adorei chupa-lo, colocava todo em minha boca, lambia a cabecinha, descia a língua e subia suavemente, ouvindo elogios pela minha performance, a Ana me seguia com movimentos de sobe e desce, encostando a língua na minha.

O Pedro ficou louco ,logo depois a Ana foi pro torno e começou a fazer um anal sentada de frente pra mim, enquanto o Pedro a penetrava eu a chupava deliciosamente, passava minha língua em sua coxa, no seu clitóris, na entradinha da buceta, vi a Ana gozar varias vezes na minha boca, tão intenso que não tinha visto nada igual. Invertemos as posições novamente e foi a minha vez de ser penetrada e chupada. O Pedro me penetrando, devagar, fazendo movimentos lentos enquanto eu estava de quatro, senti ele todo dentro de mim, quando eu estava quase gozando o Pedro tirou e me chupou pra que gozasse em sua boca, depois a Ana também começou a me chupar, gozei deliciosamente, rápido e gostoso. Pra finalizar o Pedro começou a me chupar com aquela barba por fazer e a me penetrar com o dedo, do jeito que eu gosto,  gozei mais uma vez com o Pedro me acariciando. Após a Ana começou a me beijar e a me masturbar, com os dedos macios, falando safadeza no meu ouvido, mordendo o meu pescoço enquanto eu acariciava seu cabelo e gemia, gozei de novo mais duas vezes. Ficamos os 3 extasiados e satisfeitos com tudo por um tempo. A Ana deitou sobre meu corpo, com a buceta virada pra mim, o Pedro aproveitou a posição para penetra-la novamente, fiquei com uma visão de um anal perfeito, comecei a masturba-la enquanto o Pedro a penetrava, a Ana gozou de novo falando o meu nome e dizendo que estava gostoso. Uiii... Só de lembra já fico molhada. Terminamos com essa cena perfeita, digna de filme pornô. Nos vestimos e voltamos pra vidinha de sempre. Experiência deliciosa, primeira, única e inesquecível. Aguardo ansiosamente por um novo convite rsrsrsr. 


Marcela S.

Minha fantasia, minha realização. Meu primeiro Ménage.



Era uma quarta feira normal como qualquer outra, a não ser uma vontade enorme de descobrir algo novo. Sempre tive a sensação de que algo faltava, que algo tava errado, pensamentos que não me deixavam em paz e agora estavam mais presentes que nunca.  


Eram 16:30, nada pra fazer, resolvi entrar em um bate papo na pagina da  minha cidade.  
16:45 um Nick nada convencional me aborda:

Nick: Olá podemos conversar? Tudo bem com você? 
Eu: Sim, tudo bem e com você? O que procura?  

Ela: Bem... Me chamo Ana e estou a procura de uma mulher pra fazer um ménage com um amigo. Você já ficou com mulheres? 

Vi nessas palavras minha chance de achar o que faltava e acabar com essa “sensação” de algo errado. 
Eu: Não... Mas... Tenho curiosidade.  
Ela: Vamos pro skype?  
Eu: Sim... 

Daí por diante a conversa fluiu, em torno da minha vida, da dela e das nossas desconfianças de que poderia ser alguém conhecido, até por que o mundo é muito pequeno, acabamos por colocar fotos no perfil e a procurar nas redes sociais, nenhum amigo em comum. Ufa! Colocamos fotos de rosto, achei a Ana linda, 32 anos, uma pessoa super legal e sem grilos.

Mulher, mãe e cheia de desejos a serem realizados. A noite ela me apresentou o Pedro, amigo dela, 47 anos, barba por fazer, alto, tipo atlético, cara de meninão levado, safado, atração fatal pela web cam. Conversamos os 3. Quando o Pedro entrou na conversa a proposta veio novamente. Ele me achou linda e estava ansioso pra rolar logo, disse que eu e a Ana tínhamos pontos em comum, pois gostávamos das mesmas coisas, tínhamos os mesmos desejos .

Tá... confesso que fiquei insegura, sumi por uns dias do skype e não atendi os telefonemas deles, afinal nunca tinha ficado com mulher. Uns dias depois entrei e a Ana... online, conversamos, falou que estava tão ansiosa quanto o Pedro e que o que nós pretendíamos fazer teria que ser prazeroso para todos, que entendia minha insegurança e não queria colocar pressão, teria que acontecer naturalmente. Ponto pra Ana, pois eu achava o mesmo rsrsrs... Passamos alguns dias conversando até que marcamos de tomar um café e “conversar”, só eu e a Ana, pois iria me sentir mais segura. Aí que tudo começou!!! 

A Ana me ligou combinando a hora que iríamos nos ver e disse que só dependia de mim rolar no mesmo dia, o Pedro estaria livre e passaria para nos pegar caso decidíssemos, não tive como dizer não, o tesão já tinha me dominado. Marcamos em um café movimentado as 20:15, estou eu esperando, tão ansiosa que tava me dando falta de ar, quando passa uma loira com um 1,70 m, luzes californianas, pele bem branquinha, de salto, short social e blusa mostrando os ombros... Resumindo: GATA! Reconheci pela tatuagem, ela olhou,eu acenei e ela sorrio. E que sorriso! Nos cumprimentamos e eu pedi um chopp. Café? Estava tão ansiosa que café não ia me fazer relaxar, a Ana estava tão tranquila  que aquilo me deixava mais e mais nervosa. Falei e ela riu, se deliciando com a situação. Conversa vai, conversa vem, o Pedro liga, dizendo que tá no estacionamento esperando a gente. Ela olhou pra mim e disse: Vamos, ele veio nos buscar.  

Meu coração foi a mil, na hora não tive como dizer não. Chegando no carro o Pedro foi um fofo comigo, disse que eu era muito mais gata pessoalmente, fomos a caminho do motel em meio a ironias e gargalhadas, parecia que já nos conhecíamos a tempos . Eles me deixaram bem a vontade. Chegando lá, estava uma pilha de nervosa, ligamos o som pra relaxar, o Pedro foi tomar banho e se despiu na nossa frente, a Ana sempre me disse que ele era delicioso, vi que ela não tava errada rsrsrs (Que corpo!), alto, 1,88 m, corpo atlético, nada exagerado, uma bunda linda e muito bem dotado.

Ele nos deixou a sós, a Ana começou a tirar a roupa, naturalmente, conversando comigo, não pude deixar de reparar o corpo lindo que ela tem, pele branca, seios médios, bico rosado e pontudo, um pouco mais baixa que eu, corpo perfeito, lisinho, entrei na onda e tirei minha roupa também, com um pouco de vergonha, mas quem tá na chuva é pra se molhar. Nos deitamos e ela falou que adorou meu seios, pois gosta de seios grandes, falei que estava nervosa, ela me abraçou e pediu pra que eu relaxasse e que ela também estava nervosa, perguntou o que eu gostaria de fazer, cheguei bem perto dela e a beijei. Que beijo! Os lábios se encaixaram perfeitamente, uma mistura doce, calma e excitante, um beijo de uma mulher não tem euforia, o lábio é macio, gostoso.

A Ana começou a roçar o corpo no meu, que pele macia, o bico do peito roçando em mim. É indescritível! Na hora o Pedro sai do banheiro e adora o que vê se juntando a nós, Falou que era um sortudo, eu ri. A Ana passou os lábios pelo meu corpo, descendo pras minhas coxas, dando mordidas, brincando com minha ansiedade, começa a me chupar, tudo aquilo me dava água na boca, o Pedro começou a  chupá-la. Que delicia de ver e receber tudo isso, não aguentei de vontade e inverti a posição, me deparei com uma buceta rosada, do que jeito que sempre imaginei. Comecei meio tímida, mas percebi que a Ana estava gostando, comecei a passar a língua de baixo pra cima, intercalando com penetração, chupei o grelo dela como se estivesse  mamando, sugando, é bem parecido com o meu, nada exagerado, pequeno, a Ana gozou a primeira vez na minha boca, que delicia sentir o gosto dela, o cheiro, chupar a buceta bem lisinha, acariciar os seios rosados, chupa-los como eu gosto que chupem os meus, o roçar da nossa pele, totalmente delicioso. Sensação incrível! O Pedro depois que a Ana gozou a primeira vez, a pegou pela cintura e a penetrou enquanto ela voltava a me chupar, ela olhava pra mim e eu via desejo em seus olhos, vi a Ana gozar novamente com o Pedro dentro dela e ela me chupando, cena incrível, o corpo todo da Ana estremecendo de prazer, sensível ao toque. Nossa... Perfeito! Fizemos uma pausa, conversamos, o Pedro não cansava de nos olhar e nos acariciar, a Ana começou a reanimar o Pedro com as mãos,depois chupamos  ele alternadamente, adorei chupa-lo, colocava todo em minha boca, lambia a cabecinha, descia a língua e subia suavemente, ouvindo elogios pela minha performance, a Ana me seguia com movimentos de sobe e desce, encostando a língua na minha.

O Pedro ficou louco ,logo depois a Ana foi pro torno e começou a fazer um anal sentada de frente pra mim, enquanto o Pedro a penetrava eu a chupava deliciosamente, passava minha língua em sua coxa, no seu clitóris, na entradinha da buceta, vi a Ana gozar varias vezes na minha boca, tão intenso que não tinha visto nada igual. Invertemos as posições novamente e foi a minha vez de ser penetrada e chupada. O Pedro me penetrando, devagar, fazendo movimentos lentos enquanto eu estava de quatro, senti ele todo dentro de mim, quando eu estava quase gozando o Pedro tirou e me chupou pra que gozasse em sua boca, depois a Ana também começou a me chupar, gozei deliciosamente, rápido e gostoso. Pra finalizar o Pedro começou a me chupar com aquela barba por fazer e a me penetrar com o dedo, do jeito que eu gosto,  gozei mais uma vez com o Pedro me acariciando. Após a Ana começou a me beijar e a me masturbar, com os dedos macios, falando safadeza no meu ouvido, mordendo o meu pescoço enquanto eu acariciava seu cabelo e gemia, gozei de novo mais duas vezes. Ficamos os 3 extasiados e satisfeitos com tudo por um tempo. A Ana deitou sobre meu corpo, com a buceta virada pra mim, o Pedro aproveitou a posição para penetra-la novamente, fiquei com uma visão de um anal perfeito, comecei a masturba-la enquanto o Pedro a penetrava, a Ana gozou de novo falando o meu nome e dizendo que estava gostoso. Uiii... Só de lembra já fico molhada. Terminamos com essa cena perfeita, digna de filme pornô. Nos vestimos e voltamos pra vidinha de sempre. Experiência deliciosa, primeira, única e inesquecível. Aguardo ansiosamente por um novo convite rsrsrsr. 


Marcela S.

8 comentários:

  1. Olá, fiz mei primeiro ménage a pouco tempo, e digo foi a melhor experiência de minha vida, eu, meu marido e euma amiga que cinhecemos no face, chupei muito, fui muito chupada, ao mesmo tempo que nós duas chupavamos o cassete de meu marido nos beijavamos muito e uma com o dedo na buceta da outra, gozei várias vezes e ela tb, meu marido gozou nela e foi tudo perfeito, super indico a todos revigora a relação de todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. se quiser estou a disposição loiro 39 anos e bem safado swing a 4 anos loucoporputinha@gmail.com

      Excluir
  2. A maioria das mulheres dos sites de aventura, procuram menage com a terceira pessoa sendo mulher. Dificilmente vemos mulheres procurando menage com dois homens. Parece que a mulherada qdo pensa em variar e curtir uma putaria, prefere buceta em vez de pinto. Isso me deixa na dúvida sobre o que essas mulheres no fundo preferem.

    ResponderExcluir
  3. Minha fantasia é fazer com dois homens. Não entendo o que leva uma mulher a dizer quie acha excitante fazer sexo oral em outra mulher. Eu vomitaria de nojo se eu desse uma lambidinha numa ......

    ResponderExcluir
  4. Bem, eu sou casado e tenho fantasia de ver um casal transando, mas antes queria chupar os dois...ou chupar o pau do marido na frente da esposa..47 anos de SP
    contato: kasalbaixada40@hotmail.com

    ResponderExcluir